Arquitetura da Inteligência Operacional

Introdução Recursos e Benefícios Arquitetura

A importância dos eventos e Feeds de evento

Na base da Inteligência Operacional estão os dados ou feeds de eventos (algumas vezes chamado de "stream de eventos"). Um feed de eventos é uma seqüência de alterações em dados ou condições de negócios.

Um exemplo simples é o ticker do mercado de ações, que mostra a oscilação dos preços das ações no mercado acionário. A maioria dos bancos de dados e muitas aplicações apresentam uma notificação quando um valor de dados muda. Um Enterprise Service Bus (ESB), em conjunto com ferramentas de integração pode transformar essas notificações em um conjunto de eventos que podem ser transmitidas para várias aplicações, filtrados e correlacionados com fontes em tempo real ou aplicações de dados históricos, CRM e ERP. Os dados são disponibilizados para os usuários de negócios e de TI através de painéis RIA Web 2.0 que pode exibir informações de várias fontes e comparar visualmente dados históricos em tempo real. Os usuários podem mergulhar no contexto dos dados e enviar eventos de volta para o manipulador de eventos para acionar uma resposta automática. Os eventos são avaliadas em relação a políticas definidas que podem automaticamente iniciar um novo processo de negócio ou fluxo de trabalho, permitindo que os usuários possam tomar medidas de acordo com o contexto.

Arquitetura de uma Solução de Inteligência Operacional

  • Os dados são acessados de uma variedade de fontes e são agrupados como um "feed de eventos" com base em condições lógicas.

  • O feed de eventos é transmitido através de um Enterprise ervice bus, ou ESB, baseada em padrões SOA, para outros componentes.

  • O servidor analítico, com seu dispositivo CEP incorporado, filtra e analisa os vários feeds de eventos correlacionados com informações históricas relevantes e calcula os resultados de forma contínua.

  • Os resultados são organizados em um feed de eventos e encaminhados para outros componentes, incluindo painéis e um Gerenciador de Eventos.

  • Os painéis e os relatórios são gerados para consumo do usuário e exibidos em um navegador padrão.

  • Os usuários podem entrar no sistema de origem para ver os detalhes de dados, ou dados relacionados com o contexto.

  • Os feeds de eventos e resultados selecionados também são enviados para um Gerenciador de Eventos para respostas automáticas.

  • O Gerenciador avalia os eventos com base em políticas definidas, sendo cada uma delas um conjunto de regras que expressam um objetivo de negócio. Quando uma política é cumprida, uma ação associada a esta política é desencadeada, o que pode ser tão simples como o envio de um aviso ou contratação de um serviço Web, ou tão sofisticado quanto iniciar um novo processo de negócio ou sistema de workflow BPM.

  • Durante a execução de um processo de negócio, o BPMS pode solicitar mais dados contextuais das fontes de dados originais.

  • O BPMS processa status do processo como um feed de eventos que pode ser analisado e visualizado como descrito acima.